ACECA se fez presente no 4º ENESCOPAR

ACECA se fez presente no 4º ENESCOPAR – 05

Aconteceu, nos dias 8 e 9 de março, o 4º Encontro das Empresas de Serviços do Paraná (Enescopar), no Centro de Eventos do Sistema Fiep, em Curitiba. O evento, realizado pelo Sescap-PR com o apoio do Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRCPR) e outras entidades contábeis, reuniu mais de 400 participantes na noite de abertura e teve como tema central “A transformação dos negócios: inovação, reinvenção e disrupção”. O presidente do CRCPR, Marcos Rigoni, relembrou que a parceria entre o CRCPR e o SESCAP-PR já rendeu muitos eventos e atividades em benefício da classe contábil. “Temos uma forte parceria. Também não poderia deixar de parabenizar pela escolha do tema e dos palestrantes, que é de extrema relevância”, declarou.

O empresário, investidor-anjo e professor da FGV-RJ, Arthur Igreja, deu início à programação utilizando sua experiência profissional e acadêmica em mais de 25 países. “O mercado está mudando, as transformações estão cada vez mais profundas e velozes. É muito importante entender essas tendências e como isso vai impactar o seu negócio, para que você saia na frente”, afirmou. De acordo com Igreja, muitas pessoas acreditam que inovar é algo difícil, mas essa não é a realidade. “Inovar é deixar a vida das pessoas menos aborrecida. Não é necessariamente uma ideia genial, é fazer o que se precisa bem feito. Experimente fazer isso com seus clientes”, explicou. Para o presidente do SESCAP-PR, Mauro Kalinke, a palestra de abertura foi um momento de reflexão. “Iniciamos com essa provocativa sobre o que estamos fazendo atualmente em nossas empresas, tudo que está por vir e como podemos nos beneficiar com tantas novidades”, afirmou.

A palestra do estudioso, web ativista e autor do livro “Você é o que você compartilha”, Gil Giardelli, discutiu, na segunda noite do Enescopar, a temática “Reinvenção do Marketing Digital”. Ele fez um giro pelas principais inovações que acontecem atualmente em todo o mundo e apresentou cases de diversas áreas para mostrar como a tecnologia impacta no dia a dia das empresas. O palestrante ressaltou que a economia que dependia de máquinas, hoje, diz ao mundo que o futuro é dos cérebros. O foco é nas pessoas, não em tecnologia. “Inteligência artificial e realidade virtual são a nova experiência do usuário. Visão, audição, tato, paladar, olfato e todas as sensibilidades humanas em breve estarão disponíveis”, explicou.

Na sexta-feira (9), três grandes empresários contábeis de diferentes regiões do País compartilharam suas experiências e segredos de sucesso durante o Painel do Empresário Contábil. Participantes empresários e profissionais do setor de serviços assistiram ao bate-papo entre Mário Mateus, diretor da Matur Organização Contábil, de Belo Horizonte (MG); Rui Cadete, presidente do Conselho da Rui Cadete Consultores no Rio Grande do Norte e Paraíba, e da RC Tecnologia em Gestão, de Natal (RN); e Miriam Troiano, empresária à frente da administração e do financeiro da Fiel Empresa Contábil, de Guarulhos (SP). A mediação do Painel ficou sob responsabilidade do vice-presidente de Administração e Finanças do CRCPR, Laudelino Jochem, que tem profundo conhecimento em normas contábeis nacionais e internacionais e obras publicadas sobre o assunto. Os empresários trouxeram experiências e informações sobre momentos e atitudes que fizeram a diferença em suas empresas ao longo da história.

O mediador, Laudelino Jochem, parabenizou os empresários pela coragem de se reinventarem e dividirem suas experiências com os participantes do 4º Enescopar. “São três histórias fantásticas. Realidades construídas no dia a dia, percebendo as necessidades que foram surgindo. Temos sempre que lembrar que é nas adversidades que encontramos oportunidades”, disse.

A pesquisadora de Futurismo e mentora de Inovação Disruptiva, Jaqueline Weigel, também esteve entre os palestrantes convidados do Enescopar. Formada em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) e Coach PCC pela ICF Global, Jaqueline prepara pessoas e empresas para o mercado futuro. De acordo com a especialista, o futurismo é uma disciplina, uma ciência transdisciplinar e, nesse cenário, a principal habilidade do século é aprender. “Por isso, precisamos de atenção. Quanto mais você negar e resistir, mais atrasado você ficará frente a estas mudanças”, alertou.

O empreendedor criativo, estudioso de felicidade, talento e processos, Ricardo Dória, abordou o tema “Inovação e a arte do fazer”. De acordo com Dória, a inovação é algo incrível, mas às vezes parece distante da realidade das empresas. Ele ressaltou que as idéias inovadoras do Vale do Silício e as de uma pequena empresa brasileira têm algo em comum: “Se percebermos, todas pegam uma dor verdadeira, algo que olhamos há muitos anos e pensamos que são assim e que não vão mudar. Essas pessoas inovadoras se questionam como fazer diferente”, afirmou. O fundador da Aldeia Coworking deu algumas dicas para conseguir ideias inovadoras. “Temos que repensar como tratamos nossas ideias. Entender que ela não nasce pronta, dá trabalho. Repense o símbolo da ideia, que remete a uma lâmpada, algo frágil. Imagine que sua ideia é um ‘joão bobo’, que não importa quantas pessoas batam, vai continuar de pé. Coloque-a na realidade e deixe as pessoas baterem, para que você possa aperfeiçoá-la”, afirmou.

A quarta edição do Enescopar foi encerrada com um debate sobre inteligência artificial, conduzido pelo diretor da IBM no Sul do Brasil, Marcelo Violento. O executivo citou três alavancas de transformação e manutenção de qualquer negócio: proporcionar experiência única para o cliente, preparar-se para os invasores digitais e ser sempre o primeiro e o melhor com inovação. Participantes do evento contaram, ainda, com mais de 20 estandes na Feira de Negócios, que agregou empresas de todo o país na apresentação de produtos e soluções inovadoras para o setor de serviços. O espaço também foi uma oportunidade de networking e conhecimento de tendências.

A programação foi marcada pela homenagem ao Dia Internacional da Mulher, com a apresentação dos cantores Marcelo Archetti e Rafa Gomes; no final da performance, robôs de Led animaram a plateia e entregaram flores para as mulheres presentes. O evento proporcionou, ainda, a revelação dos vencedores do 3º Prêmio SESCAP-PR de Jornalismo , concurso promovido pelo SESCAP-PR com o objetivo de prestigiar o trabalho dos profissionais da imprensa e estimular a produção de reportagens que envolvam o setor de serviços. A novidade deste ano foi a aceitação de trabalhos voltados ao ambiente digital e a criação da categoria acadêmica.

Fonte: Sescap-PR, com adaptações
Fonte: CRC-PR

قالب وردپرس افزونه وردپرس قالب فروشگاهی وردپرس قالب وردپرس قالب صحیفه