NOTÍCIAS

ACECA


O que acontece quando empresa não desconta 6% do vale transporte?

ÚLTIMAS

NOTÍCIAS

Como sabemos, algumas convenções coletivas determinam um percentual menor do que 6% para desconto do vale transporte dos empregados.

Mas você sabia que caso a empresa opte por não descontar nenhum percentual, ou descontar percentual inferior a 6%, a diferença é considerada salário indireto e possui todas as incidências?

Pois é, veja o que diz a Solução de Consulta COSIT de n• 313/2009:

“O empregador somente poderá suportar a parcela que exceder a seis por cento do salário básico do empregado. Caso deixe de descontar este percentual do salário do empregado, ou desconte percentual inferior, a diferença deverá ser considerada como salário indireto e sobre ela incidirá contribuição previdenciária e demais tributos”.

Então vamos supor que a CCT determina que o percentual a descontar de vale transporte seja 4%, e a legislação determina que o percentual a descontar é 6%, então essa diferença de 2% é considerado salário indireto e possui todas as incidências.

Fonte: Tributanet
Últimas Noticias
TV CRCPR transmite no dia 30 Fórum do Auditor 2021

No dia 30 de setembro, a Comissão dos Profissionais de Auditória Contábil do Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRCPR) realiza o Fórum do Auditor 2021, tradicional evento do calendário de cursos e palestr...

CRCPR orienta empresas sobre colaboradores da área contábil

No último dia 15, o Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRCPR) enviou um e-mail com orientações para organizações contábeis e empresas em geral acerca do acordo de cooperação té...

Receita notificará empresas com divergências no GILRAT

A Receita Federal constatou indícios de informações indevidas no GILRAT, que trata da contribuição para o Grau de Incidência de Incapacidade Laborativa Decorrente dos Riscos Ambientais do Trabalho, enviado na...